O deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) confessou que seu voto nas eleições foi para Ciro Gomes (PDT), mas aprovou quase 80% das iniciativas do presidente Jair Bolsonaro, pois não olha quem fez o projeto, e sim o conteúdo dele.

Mattos destacou que o presidente da república entra em conflito com todas as pessoas com quem se relaciona. “Eu não penso que tem que tirar o presidente. Ele foi eleito, tem que cumprir o mandato, mas ele tem que se ajudar um pouco”, pontuou.

O deputado federal criticou o posicionamento do presidente em relação à pandemia do coronavírus. Segundo Mattos, Bolsonaro deveria estar na linha de frente de combate à doença.

Ele lembrou dos episódios da polêmica envolvendo o filho do presidente com a China, os atritos de Bolsonaro com o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. “Ele está cavando a própria sepultura”, opinou.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!