A prefeitura de Farroupilha emitiu uma nota de esclarecimento nesta quinta-feira, 30, após as declarações do prefeito Claiton Gonçalves durante o programa Fim de Expediente desta quarta-feira, 29, na Rádio Spaço FM. O documento relata que o prefeito usou a expressão “vá à merda” se referindo a quem está mentindo e divulgando inverdades sobre a aquisição do software que fará a gestão da saúde no município. Na nota ele se desculpa pela expressão e afirma que não irá mais admitir que inverdades cheguem para a população com o intuido de manchar a imagem da administração.

OUÇA O PROGRAMA COMPLETO NO LINK ABAIXO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em entrevista nos estúdios da Rádio Spaço nesta quarta-feira, 29 de janeiro, no programa Fim de Expediente do radialista Rogério Portolan, sobre a nova plataforma de saúde de Farroupilha, o prefeito municipal Claiton Gonçalves usou a expressão "vá à merda", se referindo a quem está mentindo e divulgando inverdades sobre a aquisição do programa de saúde que foi adquirido pelo município a fim de beneficiar toda a população e colocar Farroupilha no patamar de Smart Cities, cidade inteligente. Nossa cidade é a primeira do Brasil a ter uma plataforma de saúde em que o prontuário de todos os moradores será totalmente digital e com o caráter preventivo.
O prefeito municipal pede desculpas pelo uso da expressão coloquial durante o programa e salienta que não irá mais admitir que inverdades ou as chamadas “fake news”, sejam repassadas para a população para atingir a imagem do governo. “Reitero aqui, para toda a população que as portas da prefeitura estão abertas para todo e qualquer esclarecimento sobre a administração municipal. Não podemos mais admitir que mentiras sejam ditas para atacar minha pessoa e a todos que trabalham para o bem da população farroupilhense”, comenta Claiton Gonçalves, prefeito municipal de Farroupilha.

ACOMPANHE O PROGRAMA NA ÍNTEGRA EM VÍDEO 

VEJA O TRECHO DA MANIFESTAÇÃO DO PREFEITO 

]

Leia também

“Já me envolvi e instaurei expediente”, declara promotor de Justiça de Farroupilha sobre Software de R$ 5,7 milhões

VÍDEO: “Na minha avaliação uma decisão que não foi a mais acertada tomada pelo gestor do município”, comenta Jonas Tomazini sobre software de R$ 5,7 milhões

Cics questiona instalação de software da saúde de R$ 5,7 milhões em Farroupilha

“Nenhuma cidade do Brasil tem esse software”, explica prefeito de Farroupilha sobre R$ 5,7 milhões do novo sistema de gerenciamento da saúde no município

Vídeos

Leia Também

Deixe o seu comentário!