Após assinar um termo de ajustamento de conduta de mais de mil reais para evitar ajuizamento de ação civil, o vereador Sedinei Catafesta foi alvo de novas acusações, dessa vez vindas de colegas vereadores. A participação dele em uma reunião do PROS no município de Imbé e o encontro que não aconteceu com o deputado Gilmar Sossela, em Porto Alegre, estiveram nas falas de Kiko Paese e Maristela Pessin. 

No Panorama desta sexta-feira voltou a ouvir o presidente da Câmara, que se defendeu das novas acusações. Ele garantiu que a viagem foi a trabalho e rendeu novidades para a Câmara de Vereadores de Farroupilha. Quanto a sua presença no encontro do PROS, Catafesta diz que a reunião envolvia outras lideranças e fala que não teria como ele não participar estando lá. Sobre a agenda na Assembleia Legislativa, Catafesta confirma que o deputado Gilmar Sossella não o recebeu, mas que o documento a ser entregue, foi entregue.

Leia Também:

Prefeito em exercício pagará R$ 1.009 à Câmara para se livrar de ajuizamento de ação

Vereadores contestam versão de Catafesta sobre uso de dinheiro público e expõem novas denúncias?

Abaxo a entrevista reproduzida no Panorama desta sexta-feira. 

Áudios

Deixe o seu comentário!