O prefeito eleito no último domingo, 15, em Farroupilha, Fabiano Feltrin (PP) e seu vice Jonas Tomazini (MDB) participaram do programa Fim de Expediente edição especial nesta segunda-feira, 16, e apresentaram algumas propostas que deverão ser implementadas para o desenvolvimento do município nos próximos quatro anos. Eles também responderam perguntas de ouvintes sobre habitação, saúde, segurança, infraestrutura, saúde, entre outros.

Na primeira parte do painel, Feltrin e Tomazini agradeceram o apoio recebido durante toda a campanha eleitoral e destacaram o trabalho que está sendo desenvolvido para uma reforma administrativa na cidade. De acordo com o prefeito eleito, sua base de governo está em contato com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) para estabelecer uma parceria e realizar este trabalho de forma eficaz. Feltrin também destacou que o coordenador de sua campanha, Daniel Bampi já fez contato com a atual administração para iniciar a transição de governo. Com o atraso na eleição em virtude da pandemia do coronavírus, o período para esta transição será curto e a equipe precisa se mobilizar para a organização. 

O vice-prefeito eleito comentou sobre o orçamento para 2021, que será reduzido em relação ao corrente ano em que a expectativa é de R$ 330 milhões. Tomazini, que ocupa uma cadeira no Legislativo atual, explicou que a cogitação para a aprovação do orçamento do próximo ano será de R$ 310 milhões. Em comparativo com outros anos o valor deveria ter um crescimento e ser aprovado em cerca de R$ 355 milhões. Para Tomazini este fato não é desculpa para a não realização de projetos para o desenvolvimento municipal. “Vai precisar realmente de muita gestão, que é o que o Fabiano se preparou para este momento”, pontuou.

Outro ponto apresentado por Feltrin e Tomazini foi uma revisão completa em contratos de aluguéis pagos pelo município, além da criação de auditorias independentes que irão realizar um levantamento de gastos, principalmente na Associação Pró-Saúde e na Empresa Farroupilhense de Saneamento e Desenvolvimento Ambiental (Ecofar). “Nós vamos fazer uma gestão plena que possa orgulhar cada um dos farroupilhenses e economizar cada centavo que for possível”, destacou Feltrin. Para ele estas empresas já não estão mais trabalhando na função para que elas foram criadas.

Tomazini enfatizou o conhecimento em gestão administrativa do prefeito eleito. “Nós não estamos aqui fazendo terra arrasada”, salientou. Desta forma ele acredita no desempenho de Feltrin em montar equipes criativas que irão buscar alternativas para o primeiro ano de administração. Feltrin fez questão de lembrar do senador Luis Carlos Heinze, que foi o padrinho de sua campanha, além do apoio de deputados estaduais e federais do PP e MDB e outras siglas que apoiaram a candidatura. “Nós vamos realmente colocar um grande número de recursos que vão ajudar Farroupilha”, ressaltou.

Outro destaque proposto pelo prefeito eleito foi que ele e Tomazini irão trabalhar na mesma sala. “Prefeito e vice trabalhando no mesmo gabinete e quem vai ganhar com isso é a população”, destacou Feltrin. Eles explicaram que neste formato inovador voltarão ao atendimento ao público no mesmo horário de expediente.

SECRETARIAS

Durante a explanação dos projetos Feltrin anunciou que grande parte dos gestores das pastas serão anunciados no dia 11 de dezembro, data do 86º aniversário do município. Antes do anúncio geral, secretarias de Educação e Saúde já devem ter seus líderes nomeados. Sobre uma possível indicação do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar) para o cargo de secretário para pasta de Agricultura, Feltrin destacou que a associação não deixaria ele determinar seu presidente, por isso não dará esta autonomia ao Sintrafar. Mesmo assim, ele reafirmou que está em contato com todas as associações e entidades representativas do município e irá dialogar com todas para depois tomar decisões pertinentes a cada setor. “Nós vamos governar junto com vocês”, frisou.

FUNDO PARTIDÁRIO

Os eleitos destacaram que não aceitaram o fundo partidário e realizaram a campanha com doações de pessoas físicas e verba deles próprios. “Decisão baseada na maturidade”, declarou Feltrin. Eles comentaram que gastaram cerca de R$ 100 mil no período, mas o valor final será divulgado ao final desta semana.

SAÚDE

Um dos pontos principais abordado em toda a campanha foi saúde, onde Feltrin e Tomazini descaram que não irão interferir na gestão do Hospital São Carlos. Eles também pretendem buscar o serviço de hemodiálise e que possa ser realizado no município. Outro ponto destacado foi o cuidado com os animais. Feltrin anunciou em primeira mão que deverá convidar a vereadora eleita Arlene Lazzari para trabalhar nesta área.

PRIMEIRA-DAMA

Em recente entrevista para a Rádio Spaço FM, a esposa de Feltrin, Ariane Feltrin comentou sobre o que ela viu durante toda a campanha e desta forma irá montar um gabinete para atender questões de vulnerabilidade social, educação ambiental, cuidados com os animais, entre outros casos. Feltrin frisou que ela não irá receber salário e nenhuma estrutura será colocada ao lado de Ariane para que não gere custos para o município.

TRANSPORTE

Durante a participação dos eleitos, ouvintes parabenizaram e questionaram sobre ações que devem ser realizadas. Uma delas foi a falta de transporte em determinados horários, principalmente no interior. Feltrin foi enfático e destacou que irá rever estes contratos e reformular o serviço para que todos os níveis de ensino possam ser atendidos.

PANDEMIA

Feltrin explicou que terá uma olhar para o desenvolvimento econômico, buscando o retorno da forma legal de todos os setores. “Nós somos a favor de que as coisas voltem a funcionar normalmente”, afirmou.

SISMUF

Outra participação foi do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Farroupilha (Sismuf), Diego Tormes, que parabenizou a vitória. Feltrin agradeceu a mensagem e salientou que irá trabalhar ao lado dos servidores motivando as equipes.

BAIRROS

Ouvintes questionaram os eleitos sobre saúde, infraestrutura e segurança, principalmente em bairros como Industrial, Primeiro de Maio e São José. Feltrin explicou que tem compromisso em instalar um posto de saúde no Industrial, como asfaltar a Avenida das Indústrias, além da pavimentação de ruas do São José e Primeiro de Maio. No quesito segurança eles buscam o alinhamento das forças de segurança com a capacitação e condições para o trabalho dos guardas municipais.

Para o Balneário Santa Rita, Feltrin e Tomazini buscam uma revitalização total no local, dentro da legalidade, para que o espaço possa ser utilizado com lazer para a população.

OBSERVATÓRIO

Feltrin comentou que no tempo em que foi criado o Observatório Social no município ele fazia parte da diretoria da Cics e apoiou a ideia. Para ele o órgão auxilia a administração municipal nas ações e gera um resultado melhor para a população. “Tem todo o nosso total e integral apoio”, finalizou.

Confira a entrevista na íntegra: 

Leia Também

Deixe o seu comentário!