O vereador caxiense Adiló Didomênico (PTB), em entrevista à Spaço FM, comentou sobre a cassação do prefeito Daniel Guerra através do processo de impeachment e também sobre o mandato tampão na prefeitura de Caxias do Sul, que será executado por seu colega de partido, o vereador Flávio Cassina.

Conforme Didomênico, o prefeito interino possui serenidade e responsabilidade para administrar o município, que segundo ele passa por um momento delicado e conturbado pela administração de Daniel Guerra. "Da forma que nós estávamos indo, Caxias do Sul estava indo morro abaixo”, declarou.

Ele descartou a ideia de que houve premeditação para colocar Cassina como prefeito interino de Caxias e vê pouca chance de Guerra retornar ao Executivo Municipal, mesmo que seja através de um processo judicial.

Flávio Cassina deverá ser oficialmente eleito prefeito de Caxias do Sul na próxima quinta-feira, 9, data da votação indireta que ocorre na Câmara de Vereadores às 8h30. Ele tem como vice-prefeito o vereador Édio Elói Frizzo (PSB). Ambos assumem o cargo logo após a divulgação do resultado. 

Atualmente o prefeito interino do município é Ricardo Daneluz (PDT), que assumiu a presidência do Legislativo para o ano de 2020. Ele fica no cargo até a data de votação da eleição indireta.

Confira no áudio abaixo

 

Áudios

Deixe o seu comentário!