O presidente do Partido Social Liberal (PSL), Paulo Gasperin comentou sobre a saída do presidente Jair Bolsonaro da sigla para criar um partido próprio. Ele destacou que o PSL continuará suas atividades no município.

Conforme Gasperin, o presidente e governador são cargos que podem sair do partido a qualquer momento, mas deputados estaduais e federais precisam esperar a janela de março. “Nós não deixamos de apoiar o presidente e isso fique bem claro. O apoio ao Bolsonaro vem desde de antes de partido político. A sigla foi criada devido às exigências da legislação”, explicou.

Gasperin ressaltou que a liderança do partido no município tem o respaldo político da executiva estadual, já que algumas pessoas foram até Porto Alegre para participar de reunião com o objetivo de liderar a sigla em Farroupilha.

Ele ainda salientou que é injusto quem não trabalhou em prol do presidente Bolsonaro assumir cargo de liderança na cidade. “Tem uma cobrança enorme da executiva estadual para que certas figuras políticas do município não façam parte do partido”, pontuou.

Ouça o áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!