O prefeito em exercício de Farroupilha, Pedro Pedrozo, acredita que Claiton Gonçalves não retornará à prefeitura tão cedo. Ele ressaltou que o gestor licenciado tem um período de 30 dias para ficar em casa e continuará assim se não se recuperar os seus problemas de saúde. “Se voltar, a lei permite, mas não acredito que ele doente voltaria. Penso que essa missão eu comecei, engrenou, a sociedade aceitou e a gente tem que ir até o fim”, destacou.

Havia informações que Pedrozo tinha sido procurado por alguém ligado a Gonçalves, afirmando que ele voltaria. O atual prefeito não confirmou. “Não teve nada, mas se um dia acontecer, pego minha mala e vou embora”, pontuou.

Pedro Pedrozo também afirmou que é favorável ao adiamento das eleições para 2022 e o encaminhamento do fundo eleitoral para o combate ao coronavírus.

 

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!