O líder do governo na Câmara de Vereadores de Farroupilha, Fabiano Piccoli admitiu ter sido rejeitado pela Executiva do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele ressaltou que sempre teve uma ligação histórica com o partido, porém destacou que é necessário mudar para um lugar acolhedor.

Piccoli comentou sobre a escolha que fez. “Esses integrantes do PDT facilitaram a escolha para mim. Não havia nada definido, nessa caminhada tomei esse decisão. Estou muito feliz com essa decisão. Estou confiante que faremos um grande trabalho”, projetou.

Leia também 

Fabiano Piccoli anuncia que irá trocar o PT pelo Republicanos

Recentemente o vereador Fabiano Piccoli anunciou que vai trocar o Partido dos Trabalhadores (PT) pelo Partido Republicanos. Ele afirmou que os detalhes já foram acertados e está alinhado com a deputada estadual Francis Somensi, e o presidente da sigla Tiago Ilha. A troca ocorrerá na janela partidária de março.

Em relação aos rumores que teria pressionado o prefeito Claiton Gonçalves para ceder cargos no Executivo para assim votar projetos da administração atual, Piccoli respondeu que é uma estratégia do 'submundo da política'. “Seria no mínimo esquisito um líder de governo dizer que não vai votar favoravelmente aos projetos”, replicou.

Ouça o áudio abaixo 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!