A dona Enedir Lima Dutra, de 76 anos, já superou o coronavírus e recebeu alta da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital São Carlos nesta quinta-feira, 25, após 47 dias. Moradora do bairro Primeiro de Maio, Enedir passou mal nos dias 6 e 7 de maio e foi levada para o atendimento médico pelo seu filho Anderson Dutra em 8 de maio. O médico teria solicitado uma tomografia para avaliar o quadro de saúde e quando estava voltando para sua casa, o seu filho recebeu uma ligação do médico para voltar, pois precisava internar sua mãe por conta de um enfisema pulmonar, além de estar com suspeita de covid-19 naquele momento.

Anderson conta que quando soube do diagnóstico foi surpreendido e acabou perdendo o chão. “Os piores momentos foram os primeiros dias que definiram se a minha mãe iria se recuperar bem ou não”, destacou.

De acordo com Dutra, a família ficou os 14 dias em isolamento por estar com suspeita da doença e durante o período precisou ficar afastado da casa de saúde. Para tratar dona Enedir, os médicos utilizaram hidroxicloroquina.

Com o passar do tempo, a idosa conseguiu se recuperar a ponto de receber alta da UTI. Ela foi transferida para um quarto privativo para tratar de uma bactéria. “Minha mãe quase foi, mas graças a Deus está se recuperando. A gente nunca espera que isso aconteça com nós”, revelou. Anderson também agradeceu a equipe médica que tratou a sua mãe, seus vizinhos e familiares, mas especialmente sua esposa Elisangela Rucks Dutra, que segundo ele foi fundamental durante todo esse período.

O boletim diário divulgado pela prefeitura nesta quinta informou que há dois casos de covid-19 na UTI: um homem de 67 anos e uma mulher de 85, que já estavam na unidade e foram diagnosticados com a doença. Ainda existe outro caso na UTI de um homem de 56 anos com o vírus, que é morador de Montenegro, mas não é contabilizado em Farroupilha por não residir no município.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!