O Hospital São Carlos recebeu 10 respiradores comprados com recursos doados pelo Ministério Público (MP). Cada aparelho foi comprado por R$ 55 mil.

Além disso, de acordo com a superintendente, Janete Toigo, os monitores e as camas já estão em processo de licitação. “Ainda faltam chegar o kit de UTI”, explicou.

o diretor técnico, Leonardo Brutomesso, esclareceu que atualmente a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), tem 20 leitos e pode ser ampliada para 30. No entanto, o médico destacou que após a pandemia pode não haver necessidade de ter leitos de da ala para quantidade da população. “Para cada 10 leitos é um médico, uma enfermeira e cinco técnicos. Tudo isso tem um custo muito elevado”, pontuou.

De acordo com Brutomesso, os equipamento do kit de UTI que sobrarem serão usados em uma ala criada dentro da sala de recuperação, para formar uma ala semi intensiva. Ainda será criado um Centro de Acidente Vascular Encefálico.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA 

 

Deixe o seu comentário!