A deputada estadual e farmacêutica, Francis Somensi (Republicano) recomendou o uso do remédio ivermectina na prevenção de covid-19.

De acordo com Francis, os profissionais da saúde que estão receitando o remédio têm comprovações de bons resultados. “A gente tem acompanhado os médicos infectologistas, os médicos que estão de frente com o vírus, que estão tomando e nos orientando. Porque não se tem ainda um estudo na questão viral, ele age como um antiviral sim, mas a gente não sabe o mecanismo de ação, então não vai fazer mal”, argumentou.

Ainda não há informações se tem necessidade de repetir doses. “Até 60 quilos dois comprimidos, de 60 a 90 quilos são três comprimidos. A partir de 90 quilos já se recomenda quatro comprimidos. Dose única”, receitou. Ela informou que pode haver um desconforto gástrico. A farmacêutica admitiu que toda a sua família ingeriu ivermectina, inclusive o ex-prefeito e médico Claiton Gonçalves (PDT).

Ela reforçou que essa dose única é preventiva, quando as pessoas não sentem sintomas de covid-19 e querem se prevenir. Após a contaminação, o protocolo muda e a receita é outra. O valor do medicamento é R$ 27 a cada quatro comprimidos.

O que é ivermectina?

Está registrada como "medicamento contra infecções causadas por parasitas" pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Anvisa publicou uma nota de esclarecimento na última sexta-feira, 10, sobre o uso de ivermectina. O órgão alertou que não há medicamentos aprovados cientificamente para prevenção ou tratamento da covid-19 no Brasil. 

VEJA A NOTA OFÍCIAL 

Diante das notícias veiculadas sobre medicamentos que contêm ivermectina para o tratamento da Covid-19, a Anvisa esclarece:

Inicialmente, é preciso deixar claro que não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso. 

Até o momento, não existem medicamentos aprovados para prevenção ou tratamento da Covid-19 no Brasil.

Nesse sentido, as indicações aprovadas para a ivermectina são aquelas constantes da bula do medicamento.

Cabe ressaltar que o uso do medicamento para indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!