Mesmo sem receber há sete meses no Hospital São Carlos, os médicos ortopedistas e traumatologistas continuam trabalhando normalmente nos casos de urgência e emergência. Os casos considerados fora desta situação passam por uma avaliação e dependendo do resultado, os clínicos são chamados para o atendimento. Segundo o Diretor Clínico do Hospital, Dr. Rodrigo Wey Rodrigues, as negociações continuam, mas na prática não avançaram em nada. No próximo dia 17 haverá mais uma rodada de negociações e caso não fique nada decidido, a tendência é que a equipe de profissionais deixe o hospital, afirmou o médico.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!