No fim de expediente desta terça-feira, o gestor do Hospital São Carlos, Francisco Isaias explicou sobre o déficit da entidade. Segundo ele, a principal dívida vem dos convênios do hospital. A parte privada é a que mais vem sofrendo dificuldades para arcar com os custos. Gastos com troca de gestão, além do grande número de ações trabalhistas, que chegam a um valor orçamentado em R$ 200 mil, há mais de 70 funcionários demitidos sem resolver questões trabalhistas. Isaias também falou da preocupante situação da filantropia do Hospital, em débito a 7 anos, o gestor afirmou ser real o risco de perde-la, o que “jogaria uma pá de cal” no Hospital São Carlos. Outro assunto comentado foram os salários dos gestores do hospital, Isaias garantiu que os valores dos três gestores atuais são inferiores aos dois anteriores. 

Os áudios, reproduzidos no Panorama, você ouve abaixo:
 

Áudios

Deixe o seu comentário!