A imunização contra a febre amarela segue nos postos de saúde de Farroupilha. No último sábado, 31, a Secretaria da Saúde realizou uma ação emergencial para aplicar as doses na população de praticamente todo o interior, já que foi encontrado um segundo macaco morto e através de exames constataram que ele foi vítima da doença. Desta forma, 127 pessoas foram imunizadas.

De acordo com a enfermeira coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Paulina Guisso, a procura não foi a esperada, mas ela acredita que a população se vacinou antes desta data nos postos de saúde. Agora a imunização entrou como rotina nas unidades dos bairros. As doses estão sendo aplicadas em crianças com idade a partir de nove meses que recebem um reforço aos quatro anos. A partir dos cinco até os 59 as pessoas recebem apenas uma dose. Acima dos 60 anos os idosos precisam consultar um médico que irá receitar ou não a dose conforme o interessado apresente ou não comorbidades.

Como a vacina tem seis horas de validade depois de aberta, as aplicações estão sendo feitas em dias, horários e locais diferentes. Acompanhe o cronograma:

  • Posto do bairro Medianeira – Segunda-feira de manhã;
  • Posto do bairro Cinquentenário – Quinta-feira de manhã;
  • Posto do bairro São José – Terça-feira de tarde;
  • Posto do bairro Primeiro de Maio – Terça e quinta de tarde;
  • Posto do bairro América – Terça-feira de manhã;
  • Posto Central – Quarta e sexta de manhã;
  • Posto do bairro Cruzeiro – Sexta-feira de manhã;
  • Posto do bairro Monte Pasqual – Quarta-feira de manhã;
  • Centro Especializado de Saúde (CES), no bairro Centenário – Quarta de tarde;

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Neste momento estão recebendo as doses crianças de seis meses a menores de anos. Paulina salientou a importância dos pais levarem seus filhos até o posto de saúde mais próximo para receberem o imunizante. Até o momento apenas 50% deste público procurou pela vacina. As doses também estão sendo aplicadas em professores, gestantes, puérperas, idosos e indígenas. A coordenadora ressaltou que os interessados que também podem rever a vacina contra a Covid-19 devem respeitar um intervalo de 14 dias entre os dois imunizantes.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!