A superintendete-geral do Hospital São Carlos, Janete Toigo e o conselheiro administrativo, Clarimundo Grundmann participaram do programa Fim de Expediente desta quinta-feira, 13, e comentaram novamente sobre a questão da instalação de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) neonatal na instituição.

Janete afirmou que existem outras prioridades para a casa de saúde. “Não temos demanda”, destacou. Ela explicou que o hospital é referência para partos habituais e que com os exames de pré-natal a gestante já tem a informação se o nascimento será de risco. Caso isto seja confirmado os hospitais Geral e Pompéia, de Caxias do Sul, que são referência em partos de alto risco irão atender as gestantes.

De acordo com a superintendente a UCI serve para que os recém-nascidos ganharem peso e a instituição tem outras prioridades como a instalação do processo de hemodiálise. Ela também relembrou a entrevista com a promotora Cláudia Formolo Hendler que afirmou não haver a necessidade da implantação da UCI.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!