O prefeito de Veranópolis, Waldemar de Carli, comentou sobre as restrições determinadas no município durante a semana que passou, no sentido de conter o avanço do coronavírus e dos casos positivos naquela região. Ele ressaltou que houve uma leve diminuição, mas isso ainda não é o suficiente, e que o momento é de cautela e prudência.

Um dado revelado pelo prefeito foi sobre o encontro dele com a coordenadora regional da Saúde na tarde desta terça-feira, 15, em que foi comentado que existem muitas pessoas com o quadro considerado grave e sem acesso a uma Unidade de Tratamento Intensivo, na sua maioria pessoas jovens. “Hoje nós estamos na Serra com 30 pessoas na lista de espera por uma vaga na UTI”, revelou.

Ele lamentou que os números revelados pela mídia de que a região da Serra está com taxa de ocupação de 80% nas UTIs não correspondem a realidade.

O prefeito salientou que é necessária a diminuição da circulação das pessoas pelo fato de não haver mais lugar na UTIs. Segundo De Carli, o principal problema é a aglomeração das pessoas que ainda não se conscientizaram sobre a gravidade da doença e infelizmente não há um número suficiente de fiscais para agir conforme manda a lei.

Confira abaixo a entrevista na íntegra

Áudios

Deixe o seu comentário!