A moradora de Farroupilha, Marlice Ana Meotti Miranda, de 56 anos, que foi diagnosticada com coronavírus em 27 de maio, recebeu alta do Hospital São Carlos no último sábado, 27, após trinta dias de internação.

Marlice, que ainda sofre de hipotireoidismo e sobrepeso, contou que o pior momento da doença foi quando percebeu estar dentro de um hospital. “Esse vírus é muito agressivo, tenho até medo quando lembro. Foi uma surpresa de eu ter voltado, porque eu estava muito mal”, revelou. Além dela, alguns familiares também foram diagnosticados com a doença.

Ela explicou que estava com uma infecção na bexiga e no momento que chegou ao Hospítal São Carlos apresentava febre. De acordo com seu relato, procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas de onde foi levada para ser internada.

Marlice ficou até 19 de junho desacordada, pois o vírus se alastrou muito rápido e houve momentos que não conseguia respirar. “Quando eu fui dar uma tossida, não voltei mais. Eles tiveram que me entubar”, destacou.

A mulher fez um alerta para as pessoas que não acreditam no coronavírus. “As pessoas precisam se preocupar, porque existe, elas têm que se cuidar, se isolar e evitar aglomerações”, orientou. Agora, Marlice ficará de repouso cerca de 10 dias e realizará fisioterapia para reabilitação por conta da perda de massa muscular.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!