A médica veterinária Maria Luiza Portolan, orientou proprietários de cães e gatos sobre a pandemia coronavírus. Conforme a médica, até o momento não há evidências de que animais de estimação como cães e gatos, possam adquirir ou serem os transmissores do Covid-19.

Ela explicou que por ser uma patologia nova, a Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, recomenda que pessoas portadoras do vírus, evitem o contato próximo com seus animais e mantenham os hábitos de higiêne amplamente divulgados, dando maior relevância a lavagem das mãos.

Conforme a veterinária, os cães e gatos podem ser acometidos por dois vírus da família coronavírus, sendo que nos cães apresentam sinais gastrointestinais, mas podem ser tratados com vacinas preventivas como a V8 (protege contra a Leptospira Canicola e a Leptospira Icterohahemorrhagia) ou V10 (inclui os antígenos para Leptospira Grippotyphosa e Leptospira Pomona). 

Nos gatos, além dos sinais gastrointestinais, podem sofrer mutações e em alguns casos dar origem a Peritonite Infecciosa Felina (PIF), uma doença letal.

Ela ressaltou que ambos os vírus não possuem potencial zoonótico, ou seja, não é transmitido do animal para o homem. 

Maria Luiza destacou que qualquer dúvida em relação ao assunto, a pessoa deve procurar um profissional da saúde veterinária para esclarecimento.

Confira no áudio abaixo

 

Áudios

Deixe o seu comentário!