A situação das dívidas do Hospital São Carlos continua igual segundo a superintendente-geral da casa de saúde, Janete Toigo. O que tem aumentado no São Carlos é a produtividade, gerando serviço e renda. Para tentar melhorar as condições do déficit, estão sendo buscados empréstimos. A superintendente comenta que é necessário um valor com longo prazo de pagamento, como 20 anos, suficiente para cobrir os outros empréstimos e conseguir pagar tributos regularmente.

Confira a entrevista no áudio abaixo:

Áudios

Deixe o seu comentário!