Em vigor desde segunda feira a regulamentação do governo federal com o objetivo de reduzir o número de cesarianas preocupa médicos e mulheres. A partir de agora, será exigido um documento que faz uma espécie de gráfico do parto, chamado de partograma. A cesárea só será feita em casos específicos ou com o consentimento dos riscos que a paciente irá enfrentar. O Panorama desta quarta-feira reproduziu o comentário da pediatra, Dra. Eleonora Broilo sobre a normatização. Ela afirma que as mulheres de hoje não estão psicologicamente preparadas para os partos normais e que as novas regras podem aumentar o número de complicações no parto. 

Ainda na entrevista, Dra. Eleonora Broilo discordou do prefeito Claiton Gonçalves quando fala que a situação do Hospital São Carlos está resolvida. Para ela, que já foi diretora do Corpo Clínico, a única casa de saúde de Farroupilha está longe de ter suas contas resolvidas. 

Acompanhe a entrevista abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!