O acesso à comunidade de São Miguel pela ERS-122 voltou a ser discutido em Farroupilha. De acordo com o secretário de Planejamento, Deivid Argenta, o assunto foi levado novamente ao Daer, mas nada concreto foi definido até agora. O vereador Fabiano Picolli salienta que o grande movimento no trecho exige melhorias e um acesso adequado. "Alguma coisa vai ter que ser feita urgente", ressaltou.

A construção de um trevo custaria aproximadamente R$ 300 mil, sendo um valor inviável atualmente para o estado, que possui outras prioridades. Argenta espera que até o final do ano haja algum rumo. "A gente está se unindo na verdade para que saia o quanto antes. O grande problema é o recurso", explica.

 

 

Áudios

Deixe o seu comentário!