As explosões das rochas da encosta do km 43 da ERS-122 devem ocorrer nesta quarta-feira, 4, após o exército emitir uma autorização. O fator que pode impedir a preparação dos explosivos para a detonação é o tempo. Se chover, o trabalho será adiado.

Técnicos de uma empresa contratada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) estiveram no local nesta terça-feira, 3, para avaliar maneiras de impedir que a água escorra nos paredões de pedras nos dias de chuva, já que esse é um dos principais fatores de deslizamentos.

A liberação deve acontecer apenas depois da remoção das pedras que obstruem a pista e ainda o asfalto necessitará de manutenção. Após essa etapa, a equipe técnica do Daer avaliará o local para estudar a possibilidade de liberar o trecho parcial ou total. Para 2020 o departamento pretende colocar uma contenção na rodovia com o intuito de evitar novas quedas de barreiras.

Leia Também

Deixe o seu comentário!